EGO sum res quis custodis nox noctis & is peto decor dimidium atrum

Em Manutenção

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

O Anjo Vampiro


Fui um anjo
sou um vampiro caido
hoje, despojo
ontem, convicto.

Fui luz
sou nada
escarrei na cruz
e nego a fada

Antes sagrado
motivo de orgulho
agora maculado
causador de repudio

Asas imponentes
abaixo, rastejando
harpas estridentes
estou terminando

via o longe
isso já me cansa
vivo o instante
sem mais esperança

By:вℓσσ∂у αηgєℓ

Um comentário:

Andreia disse...

Adorei este post...

Transmite grandes sentimentos e estão muito bem descritos...

Gosto muito do último verso, acho que posso dizer que se identifica comigo...

Continua assim, pois este blog está espectacular...

bj