EGO sum res quis custodis nox noctis & is peto decor dimidium atrum

Em Manutenção

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Submundo BH









Sopor Aeternus & The Ensemble of Shadows


Sopor Aeternus & The Ensemble of Shadows é o nome de uma banda alemã de darkwave. A sua sonoridade traz incorporado influências das bandas eletro-góticas alemãs da década de 1980, bem como, um forte apelo instrumental.
Os primeiros lançamentos da banda se deram entre 89 e 92 com três fitas de demonstração: " Es reiten die Toten so schnell " " , " Rufus on my lips " e " Till time and times are done ". A enfase na morte e os mortos-vivos atraiu para a série o nome de " Undead Trilogy ", trilogia dos mortos em tradução livre.
Mas foi o ano de 95 a marcar a história da banda. Apresentada na coletânea vampírica " What Sweet Music They Make " de distribuição mundial com a canção " The Feast Of Blood" o trabalho passou a ser reconhecido mundialmente.
Os temas das músicas incluem a morte, a sexualidade conturbada do vocalista, religiosidade pagãs, suicídio, sadismo entre outros. Contudo, a morte tem papel fundamental na obra. A banda que é formada apenas por Anna-Varney Cantodea , que canta e compõem todas as músicas, chamava se inicialmente Sopor Aeternus . The Ensemble of Shadows foi adicionado posteriormente ao nome, segundo a própria Varney, como um tributo à influência dos descarnados sobre seu trabalho.

Albuns em estudio:

Ich töte mich jedesmal aufs Neue, doch ich bin unsterblich, und ich erstehe wieder auf; in einer Vision der Untergangs… (1994)
Todeswunsch - Sous le soleil de Saturne (1995)
The inexperienced Spiral Traveller (aus dem Schoß der Hölle ward geboren die Totensonne) (1997)
Dead Lovers' Sarabande (Face One) (1999)
Dead Lovers' Sarabande (Face Two) (1999)
Songs from the inverted Womb (2000)
Es reiten die Toten so schnell ou The Vampyre sucking at his own Vein (2003)
La Chambre D'Echo - Where the dead Birds sing (2004)
Les Fleurs du Mal - Die Blumen des Bösen (2007)

Ep's e remix

Ehjeh Ascher Ehjeh (1995)
Voyager - The Jugglers of Jusa (1997)
Flowers in Formaldehyde (2004)
Sanatorium Altrosa (Musical Therapy for spiritual Dysfunction) (2008)

Singles
The Goat / The Bells have stopped ringing (2005)
In der Palästra (2007)

A-HA


a-ha é uma banda norueguesa de synthpop formada pelo vocalista Morten Harket, o guitarrista Paul Waaktaar-Savoy e o tecladista Magne Furuholmen.
Após formarem o grupo em 1982, saíram da Noruega rumo a Londres com o objetivo de fazer uma carreira no mundo da música. A origem do nome a-ha surgiu após Mags ter lido este termo num caderno de anotações de músicas e outras composições de Paul. O "a-ha" vem da exclamação "aha!!", no sentido de surpresa ou algo novo; Mags sugeriu este nome para a banda, e Paul gostou da idéia, a medida que eles queriam um nome de fácil memorização e que mais se aproximasse do som da língua norueguesa. Depois de pesquisarem dicionários em várias línguas, o grupo descobriu que 'a-ha' era uma forma internacional de expressar reconhecimento, com conotações positivas. Era uma palavra fácil e pouco utilizada.
Suas canções de maior sucesso são "Take On Me", "The Sun Always Shines On TV", "Hunting High And Low", "Stay On These Roads", "You Are The One" e "Crying In The Rain".
Primeira fase (1986-1994)
O próximo álbum do A-Ha foi Scoundrel days em 1986. Este álbum traz uma sonoridade mais sombria, diferente do anterior. Emplacam os hits "Cry Wolf", "I’ve Been Losing You", "Manhattan Skyline" e, apesar de não ter sido single nem ter recebido um clipe, a faixa-título se tornou um dos maiores clássicos do A-ha e é muito lembrada até hoje.

Mais turnês e grandes parcerias, como a trilha de 007 - Marcado para morte, em 1987. O tema do filme, a música "The Living Daylights" foi um sucesso, chegando ao #5 lugar na Inglaterra, segundo a Official Charts Company.

Em 1988, vem Stay on These Roads, com o A-Ha ambicionando novos ares para a banda. É o terceiro álbum seguido da banda a ficar em #2 na Inglaterra. Trabalho que emplacou nada mais do que 5 hits: a própria faixa-titulo, "The Blood That Moves the Body", "Touchy!", a balada "There’s a Never Forever Thing" (que se tornou mais conhecida no Brasil) e a pop "You Are The One".

Stay on These Roads é o início para o anúncio do disco que o A-Ha considerou como novo caminho: "East of the sun West of the moon" em 1990. Esse álbum ficou longe da popularidade dos anteriores, marcando o começo da pior fases da banda. Esse álbum traz uma sonoridade diferente dos anteriores, dando mais destaque ao piano. Nessa fase o A-Ha coloca 198.000 pessoas no Maracanã em janeiro de 1991 - entrando para o Guinness Book.

Em 1993, Memorial Beach chega influenciado pelas guitarras e não mais pela base do piano, que é considerado pelos fãs um trabalho totalmente destoante dos demais, recebendo muitas críticas e tendo pouca aceitação do público.

Na necessidade de buscar outros ares de inspiração, e se afastar do assédio que nunca foi bem vindo por Mags, Morten e Paul, o A-Ha separou-se em 1994 e seus membros começaram a se focar em atividades solo, mas se reuniram no mesmo ano para tocar nas Olimpíadas de Inverno em Lillehammer, Noruega. Esta apresentação incluiu a canção que eles compuseram para as Paraolimpíadas de Inverno, "Shapes That Go Together".
Fim do A-ha
No dia 08 de outubro de 2009, os integrantes do a-ha anunciaram o fim definitivo da banda, no fim de 2010. Em nota oficial, Morten Harket, Magne Furuholmen e Pal Waaktaar alegaram a vontade de perseguir outros objetivos, como trabalhos humanitários, política, ou novos rumos no campo da música e das artes.Em março de 2010, o A-ha fez sua última turnê no Brasil. A banda se apresentou nas cidades de Bauru, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília, Recife e Fortaleza. O show em Fortaleza, realizado em 20/03/2010, foi o último em solo brasileiro. Na ocasião, os integrantes da banda fizeram questão de agradecer ao público do Brasil.

O trio planeja uma turnê mundial em 2010, a ser encerrada no dia 4 de Dezembro, em Oslo, capital da Noruega (país onde a banda foi criada).

Álbuns

Hunting High and Low (28 de outubro de 1985)
Scoundrel Days (6 de outubro de 1986)
Stay on These Roads (3 de maio de 1988)
East of the Sun, West of the Moon (22 de outubro de 1990)
Memorial Beach (14 de junho de 1993)
Minor Earth Major Sky (17 de abril de 2000)
Lifelines (2 de abril de 2002)
Analogue (4 de novembro de 2005)
Foot of the Mountain (12 de junho de 2009)

Paralisis Permanente - Esa extraña sonrisa

terça-feira, 20 de julho de 2010

Batcave Bar


Batcave
O Batcave foi um bar nocturno em Londres, Inglaterra na Rua Meard, Soho. É considerado ser o local de origem da subcultura gótica Inglesa. Sendo um dos mais famosos locais de encontro para os primeiros góticos, emprestou o termo "batcaver" usado para descrever os fãs do rock gótico original. O termo Batcave é também usado pelos europeus para se referirem à música gótica com um som proeminente Pós Punk e com atmosferas assustadoras.

O bar abriu em Julho de 1982. Especializando-se em New Wave e Glam Rock, mais tarde focou-se em Rock Gótico. Ollie Wisdom, o vocalista da banda da casa, Specimen, dirigia o bar com a ajuda de Hugh Jones. Regulares da casa, incluiam-se lendas tais como Robert Smith, Siouxsie Sioux, Steve Severin, Foetus, Marc Almond, Vinnie Jones e Nick Cave.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Batcave Party 12/09



maiores informaçoes no tel:031 8429-3943 Jhon ou
> 031 9198-8659 Divinity Bones

Zombie Walk 2010 07/08

Sexorama Anos 80's 30/07

domingo, 18 de julho de 2010

Vermellions Lies - Circus Fish

Oque e Dark Cabaret


Dark Cabaret é uma concepção de música com influências do cabaret germânico, do burlesque, de vaudeville, do punk e de outros estilos relacionados.
O termo "Dark Cabaret" é aplicado para um grande número de bandas que também podem cair em gêneros como Punk Cabaret, Punk Opera, Neo-Burlesque, Vaudeville, Neo-Folk, Apocalyptic Folk, Psych Folk, entre outros. As mudanças e misturas desse gênero podem tornar difícil a tarefa de definir o gênero das bandas influenciadas pelo Dark Cabaret.
O Dark Cabaret é caracteristicamente dirigido por piano e por intensos vocais femininos ou masculinos influenciados pelo estilo de Kurt Weill, Marlene Dietrich, Alexander Vertinsky, Cole Porter, Danny Elfman, Nina Hagen, PJ Harvey, Tom Waits, Tom Lehrer, Nick Cave, e até mesmo de Roxy Music/Brian Eno. A música tambem pode se basear em outro instrumento, como cello, violino, acordeão ou trompete. O Dark Cabaret pode ser descrito como uma fusão das estéticas do cabaret e do gótico.

Voltaire Brains!

Dark Fusion Night 14/08

sábado, 3 de julho de 2010

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Mephisto Walz



Mephisto Walz tem uma discografia realizado por trás deles, tendo lançado vários álbuns de longa-metragem ao longo de sua carreira, através de Cleopatra Records e outros rótulos. Muitos de seus álbuns receberam altos elogios da comunidade gótica e permanecem como monumentos início ao movimento.

Mephisto Walz era formada por Barry Galvin, em 1985, após sua saída do influente grupo gótico, Christian Death. Barry reuniu um impressionante line-up e mais tarde acrescentou Christiana nos vocais, ajudando a moldar um som único e clássico goth.

atmosferas da banda ninhada, melódicos, vozes etéreas, guitarras washy e produção distintos Mephisto Walz distinguido como um ato importante e evoluindo dentro do gênero. Hoje, a fusão desses elementos é o que tem criado Mephisto Walz como uma banda lendária por suas contribuições para o gênero rock e morte como uma inspiração para muitos outros artistas contemporâneos de estilo gótico.

Wolfsheim - The Sparrows and the Nightingales

Joy Division - Disorder